LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Vitória de Lula significa que foi "feita justiça", diz José Ramos-Horta 31 Outubro 2022

O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, saudou a vitória de Lula da Silva na segunda volta das presidenciais de domingo no Brasil considerando ter sido "feita justiça ao restaurar-se a vibrante democracia brasileira".

Vitória de Lula significa que foi


"Parabéns Amigo Lula! Parabéns Povo Brasileiro! Justiça foi feita ao restaurar-se a vibrante democracia brasileira e assim corrigirem-se os graves atropelos ao Estado de Direito, as graves injustiças na perseguição e manipulação do poder judicial contra Lula
", escreve Ramos-Horta na sua mensagem de felicitações.

Segundo Ramos-Horta, "não houve muitos lideres mundiais que se solidarizaram com Lula quando ele foi humilhado e preso"

"Eu fui um dos poucos que denunciou a manipulação da Justiça Brasileira por ’Juízes" politizados e se solidarizou com Lula", acrescentou Ramos-Horta, recordando a declaração que fez em 22 de agosto de 2019 à Radio Brasil Atual, em que considerava Lula um "preso político" e que a sua condenação visou afastá-lo das anteriores eleições presidenciais.

Em qualquer outro país, o processo contra Lula da Silva "seria arquivado", salientou.

"O povo reelegeu Lula para Presidente da República Federativa do Brasil. As eleições foram limpas gerenciadas com muita competência e integridade pelas instituições eleitorais brasileiras com muita experiência e credibilidade reconhecidas internacionalmente", vinca ainda Ramos-Horta na sua mensagem.

Passadas as eleições brasileiras, o Presidente timorense defende ser agora altura de o povo brasileiro "reconciliar-se, sarar as feridas profundas na sociedade, eliminar a exclusão e discriminação, reunir toda a grande família brasileira multicolor, multiétnica, multicultural, mobilizar a sua criatividade para a visão de um Brasil novo, reconciliado, pacifico, solidário, fraterno".

"Neste mundo conturbado, extremamente perigoso, em fragmentação, sem uma carismática liderança global, Lula poderá ser a voz da moderação, o construtor de pontes de diálogo e de solução de conflitos", conclui Ramos-Horta.

Luís Inácio Lula da Silva, foi eleito no domingo Presidente brasileiro, com 50,90% dos votos, derrotando Jair Bolsonaro (extrema-direita), que obteve 49,10%, quando estão contadas 99,93% das secções eleitorais.

Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos entre 2003 e 2011, regressa ao Palácio da Alvorada após uma vitória na segunda volta, pela primeira na história democrática recente do Brasil, sobre um chefe de Estado que era recandidato.

O antigo sindicalista terá como vice-presidente Geraldo Alckmin, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que já havia sido seu opositor nas eleições presidenciais de 2006, então pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project