ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Zelensky acidentado em Kiev no regresso da zona libertada de Kharkiv onde prometeu "vitória total em breve" 15 Setembro 2022

O presidente ucraniano ficou ferido "sem gravidade" num acidente rodoviário pouco depois da meia-noite, primeira hora desta quinta-feira na capital, Kiev. Zelensky e comitiva regressavam da zona libertada de Kharkiv onde prometeu "vitória total em breve".

Zelensky acidentado em Kiev no regresso da zona libertada de Kharkiv onde prometeu

O acidente deu-se com a motorizada do presidente a ser atingida por um carro no sentido contrário. A comitiva presidencial que incluía profissionais de saúde socorreu o automobilista que ficou ferido com gravidade e foi levado de ambulância ao hospital.

Horas antes, na tarde de quarta-feira, Zelensky no final do seu encontro com as tropas vitoriosas de Kharkiv, doravante declarada zona libertada, prometeu a "vitória total em breve". E voltou a destacar o que disse na véspera no comunicado televisivo à nação: que "entre 1 de setembro e hoje, as forças ucranianas libertaram mais de seis mil quilómetros quadrados do território da Ucrânia, a leste e sul".

Nas primeiras horas de hoje, após circularem na internet imagens do carro acidentado e local do acidente no centro de Kiev, a presidência ucraniana emitiu um comunicado a comunicar que "o presidente está bem".

Vitória ucraniana?

Hoje as notícias são otimistas sobre a vitória ucraniana perante o fracasso russo. Contudo, é de lembrar que há três meses como há seis meses, o ministro da Defesa britânico prognosticava o fracassso russo — perante os poucos progressos da todavia imponente coluna militar de 64 quilómetros estacionada a noroeste de Kiev, onde estava a sofrer perdas contínuas.

Em março, prognosticava-se o que veio a acontecer em seguida: o presidente Putin mandou repor com forças russas de outras localizações os militares e material perdido no caminho de Kiev. Entretanto ocorriam na região de Kharkiv perdas ucranianas, como o que se seguiu ao bombardeamento de uma casa particular em Balakliia, no distrito de Izium: num dia morreram três pessoas, no outro morreram quatro pessoas, incluindo duas meninas, e segundo revelou o Serviço de Comunicações Especiais da Ucrânia, uma menina de 5 anos conseguiu sobreviver "com muitos ferimentos que levaram à sua hospitalização".

Fontes: Sky News/DW.de/

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project