DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Eu assinei o que meu pai mandou", diz Neymar no banco de réu — Tribunal espanhol julga-o por crime de corrupção empresarial 19 Outubro 2022

Esta terça-feira 18, e nove anos depois dos factos — a sua transferência do Santos para o Barcelona —, o futebolista brasileiro Neymar afirmou durante o julgamento que apenas assinava os documentos que o pai lhe apresentava.

O jogador declarou ao tribunal de Barcelona: O "meu pai sempre cuidou das negociações de contrato. Eu assino o que ele pede".

Neymar, processado pelo grupo DIS — que detinha direitos sobre oo jogador na altura em que deixou o Santos, em 2013 —, responde perante a justiça do reino de Espanha. O Ministério Público espanhol acusa-o de corrupção e pede dois anos de prisão para o jogador, além do pagamento de uma multa de 10 milhões de euros (1,1 milhão de contos).

Este é o segundo dia de Neymar no tribunal, onde na segunda-feira foi dispensado depois de permanecer por duas horas ao lado do pai e da mãe, também processados. No primeiro dia, saiu do tribunal sem depor. Esta terça ao ser o primeiro a prestar depoimento como réu, agradeceu ao tribunal o facto de ter sido dispensado porque estava "cansado devido a compromissos profissionais".

O julgamento, que começou em 17 de outubro e seguirá até o dia 31, marca a etapa final de um grande imbróglio que o brasileiro enfrentou na justiça espanhola. As irregularidades da contratação em 2013 (Barcelona tem pré-acordo com Neymar, 25.mar.013) levaram à demissão do então presidente do Barcelona, Sandro Rossel, com reflexos na imagem do jogador.

Queixoso é o grupo DIS, que comprou 40% dos direitos de Neymar em 2009, quando ele tinha 17 anos, por 2 milhões de euros. Este fundo detinha direitos económicos sobre o atleta quando ele era atacante do Santos.

O grupo DIS (iniciais de Delcir Ide Sonda, 4º filho do fundador da empresa DIS, Andrés Sonda) processou o Barcelona, Neymar e os pais porque recebeu menos do que o que deveria pela transferência, já que, segundo o grupo, o valor total do passe foi diluído em contratos fictícios.

A investigação apresentada em tribunal concluiu que o Barça pagou cerca de 90 milhões de euros e não os 17 milhões sobre os quais o grupo DIS, dos irmãos Sonda, recebeu 40%.

Por isso, Neymar, que a partir de 20 de novembro vai liderar a seleção canarinha na Copa do Mundo Qatar’22, é acusado do crime de corrupção empresarial pelo Ministério Público de Espanha.

Fontes: El País/EFE/G1/El Mundo/Fox. Relacionado: Brasil: Presidente Bolsonaro declara apoio a Neymar que nega violação: "Acredito nele", 6.jun.018; (Indicado para o) "Bola de Ouro" ..., Mbappé humilde: "Os três mereciam mais que eu", 5.out.018; Astro do PSG Neymar pede 3,5 ME de "atrasados" ao antigo clube, 14.dez.019. Fotos (Reuters): Neymar no tribunal de Barcelona depôs no 2º dia; na foto do 1º dia do julgamento (de 16-10 a 31-10), surge enquadrado por dois agentes da polícia ’Mossos de Esquadra’. À esqª o pai, Neymar Sr., e a mãe, Nadine, também réus enquanto donos da agência N&N que gere a carreira do astro, ex-Barça e atual PSG-Paris St. Germain.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project