Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Boa Vista: Partidos prometem diversificar economia local e melhorar o turismo 07 Abril 2021

Os candidatos concorrentes às eleição legislativas de 18 de Abril defendem que é preciso investir mais no setor turistico e resolver problemas considerados "prioridades" para que haja um turismo de qualidade e alavancar a economia do país. Em entrevista ao Asemanaonline, os cabeças de lista dos partidos em disputa no círlulo da Boa Vista apresentam as suas estratégias de investimento para diversificar a economia local e melhorar o turismo.

Boa Vista: Partidos prometem diversificar economia local e melhorar o turismo

MPD promete investir no sector da saúde e na formação de pessoas para um turismo de qualidade na ilha da Boa Vista

O cabeça-de-lista do Movimento para a Democracia (MPD) pelo círculo eleitoral da ilha da Boa Vista, lisabete Évora, considerou ser importante investir em sectores estratégicos para que a segunda maior ilha turística do país não dependa exclusivamente daquele setor.

“É claro que a retoma do turismo é importante..., na verdade, é super importante porque a maioria das pessoas vivem disso, porém é claro que nós devemos apostar em outros sectores, como a pesca e a agricultura. Acredito que isso é uma das soluções porque nós somos um arquipélago com recursos suficientes para desenvolver a nossa pesca. Ainda nós queremos apostar na agricultura, porque acredito que a ilha da Boa Vista possui grande potencial para este sector, principalmente nas zonas Norte. Temos muitos problemas relativamente ao escoamento do produto porque temos produção, porém não há condições", reflete a candidata".

Para desenvolver o sector das pescas, a líder da lista do MPD pela ilha das Dunas, promete ajudar os pescadores e peixeiras com equipamentos e também resolver o problema de escoamento de peixes para as outras ilhas.

Entretanto, Elisabete Évora afirma ainda que, para melhorar a qualidade do turismo na ilha e atrair mais turistas, é preciso criar condições e investir “principalmente” no sector da saúde e na formação das pessoas que trabalhem neste ramo. Nisso, o PAICV considera essencial a construção de um hospital de raiz, assim como a alocação de mais médicos e enfermeiros para a ilha, reestruturar os postos sanitários, e disponibilizar uma ambulância para a zona Norte.

"Apostar na saúde é fundamental, tanto para os turistas como para a população que vive na ilha. Quando se aposta na saúde para a população já se pode apostar na saúde para o turismo", salienta.

Para atender a questão da COVID-19 no país, a cabeça-de-lista do MpD, afirma que o seu partido vai cumprir com a promessa de vacinar pelo menos 70% da população.

Partido Popular promete investimentos na saúde e requalificação hurbana

Já o cabeça-de-lista do Partido Popular, Sérgio Corrá, em conversa com o asemanaonline, assegura que investir “em primeiro lugar” na requalificação urbana é o primeiro passo que deve ser dado quando se fala na qualidade do turismo. "Para que haja um turismo de qualidade é preciso investir na requalificação de toda cidade de Sal Rei. Já foi iniciado o programa com a Câmara Municipal para o calcetamento, porém, isto é importante. É preciso também terminar a praça de Santa Isabel", expressou o candidato.

Quanto ao sector da saúde, Corrá, promete resolver o problema de déficit de equipamentos, da falta de médicos e enfermeiros na ilha. "Para resolver o problema da saúde na ilha é preciso que o estado compre um avião, ambulância que esteja sempre disponível para toda a população e para uma evacuação rápida".

E acrescenta, "queremos colocar mais equipamentos, para que seja possível fazer operações cirúrgicas. Para fazer uma operação é preciso ter uma equipa que esteja sempre disponível para isto. Não podemos ter uma equipa de operações para fazer apenas uma operação por mês porque isso não é sustentável. É preciso que tenhamos um sector de saúde mais organizado e um sector da saúde melhor, com um atendimento mais rápido, para quando se precisa evacuar para a Praia e São Vicente", reiterou.

Questionado sobre qual sector estratégico se deveria investir para que a ilha da Boa Vista não dependa somente do turismo, Sérgio Corrá diz que o sector imobiliário é uma solução.

"Boa Vista poderia ter hoje muito mais construção ao nível de condomínios, porém devido à má condição ao nível da requalificação urbana, muito estrangeiros desistiram. Acontece que não foi investido nenhum tostão na requalificação urbana. Os investidores que compraram apartamentos anos atrás passaram vinte anos e não conseguiram ver nenhum desenvolvimento na área urbana e hoje claramente não pagam para construir. É claro que nós precisamos ter uma economia diversificada, principalmente no ordenamento do território",revelou.

UCID promete resolver os problemas dos moradores da Barraca

Já a candidatura da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), às eleições de 18 de abril, revelou ao jornal que a sua lista não possui nenhum projeto a nível do turismo “no momento” por conta da pandemia do COVID-19. Promete, sim, apostar em outras vertentes e potencialidades que a ilha da Boa Vista apresenta, como a pesca e a agricultura para diversificar a economia local.

"Vamos apostar numa política económica sólida baseada no sector primário e secundário nomeadamente, a agricultura, a pesca, a pecuária e o artesanato de forma a assegurar choques externos e garantir a sustentabilidade em termos da população e alimentação. É fundamental investir nas áreas da saúde, da habitação social, do emprego jovem, dos transportes marítimos e aéreos que estão em falta na ilha. Também é preciso investir na agricultura, na pecuária e no bem-estar das pessoas em termos de habitação e saneamento.", enfatiza o cabeça de lista da UCID, José Sousa.

Em contatos com o eleitorado da zona de Barraca, Sousa defendeu ser preciso resolver os problemas dos moradores do referido bairro - a nível habitacional, falta de saneamento básico e dos transportes, para melhorar a imagem da ilha e a qualidade de vida dessas pessoas.

“Na localidade da Barraca há muito trabalho a ser feito, a nível da saúde, do saneamento, deslocação e em matéria de construção porque aqui há muitas casas para construir de forma legal. Acredito que nós temos que apostar nas pessoas porque as casas dessa zona não dão segurança às pessoas. Nós pretendemos colocar um posto sanitário na ilha e construir um “posto” que atenda somente para as pessoas desta zona”, expressou.

PAICV incontactável e agenda da campanha eleitoral desta quarta-feira

Apesar das várias tentativas não foi possível entrar em contacto com o cabeça-de-lista do PAICV. Entretanto, este jornal promete retomar e divulgar as informações sobre a matéria, assim que o seu cabeça de lista, Walter Évora, se mostre disponível para tal.

Quanto à campanha eleitoral desta quarta-feira, 07, a comitiva dos Ventoinhas esteve em contatos porta-a-porta com o eleitorado da zona de Sal Rei e João Galego, enquanto que a UCID esteve na zona de Barraca e o Partido Popular na Povoação Velha, também em atividades porta-a-porta, apresentando as suas propostas e auscultando a população. Fotos: Sites de candidaturas/ Partidos concorrentes

LC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project