MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Caça ao traidor que revelou plano de exéquias da Rainha Isabel II — A culpa é da Covid? 05 Setembro 2021

O palácio real britânico está indignado com a fuga de informação. É "preocupante para o governo esta falha na segurança e decorre uma investigação". Será tratada como traição a fuga (propiciada pela última atualização requerida em 2020 devido à crise pandémica em curso) sobre o plano detalhado de tudo quanto terá de ser feito nas exéquias da rainha, hoje com 95 anos e que pode vir a ser tão longeva como a mãe que viveu 105 anos.

Caça ao traidor que revelou plano de exéquias da Rainha Isabel II — A culpa é da Covid?

Foi "traiçoeiramente", revelada, quase sessenta anos depois de elaborada, a ’Operation London Bridge’ / ’Operação Ponte de Londres’.

Trata-se do secretíssimo plano detalhado de tudo quanto terá de ser feito no dia em que morrer a soberana, Isabel II que bate o recorde do reinado mais longo da história britânica e quiçá mundial.

O plano tem quase sessenta anos, a rainha pode viver ainda uns bons anos. Com 95 anos completados em abril (protocolarmente festejados em junho) Isabel II pode vir a ser tão longeva como a mãe, também Elizabeth, que viveu cento e cinco anos. Também o marido viveu 99 anos: o príncipe Filipe faleceu em abril, dois meses antes do seu centésimo aniversário que seria em 10 de junho.

Suspeitos. Recaem sobre a estrutura governativa chamada Whitehall+7 as suspeitas sobre a autoria desta revelação ’preocupante, desnecessária e perturbadora’. É a referida entidade que procedeu à recente atualização do protocolo ministerial e administrativo que envolve a sucessão dinástica.

O secretíssimo plano detalhado de tudo quanto terá de ser feito no dia em que morrer a soberana nunca antes tinha sido objeto de tal ultraje. "Onde está a moral?", indigna-se uma historiadora da realeza britânica.

Dia 1: Viva o Rei!

O próximo rei, Carlos de 72 anos hoje, será o mais idoso a subir ao trono britânico, independentemente da data em que ocorrer essa ascensão. A cerimónia oficial de entronização ocorrerá de acordo com a tradição dezasseis meses após o passamento do soberano, tal como aconteceu na sucessão do rei Jorge VI falecido em 1952.

Todas as etapas do protocolo do primeiro dia do novo reinado — que inclui o discurso à nação via BBC no "primeiro dia da declaração da morte da rainha", o périplo pelas quatro nações no 3º e 7º dias — estão agora na praça pública, tal como acaba de revelar a indiscrição dos Whitehall+7qual novo BuckinghamLeak.

A revelação do secretíssimo plano detalhado ocorre quase sessenta anos sobre a primeira versão, que é da década de 1960. Periodicamente o plano é atualizado, segundo as circunstâncias exigirem.

A publicação ocorreu na véspera da audiência que a rainha concedeu este sábado ao primeiro-ministro, Boris Johnson. Não podia ter ocorrido em pior altura, diz a imprensa do Reino Unido, "esta inquietante quebra securitária", ocasionada pela última atualização em 2020 devido à crise pandémica em curso.

O governo — cujo líder, seja ele Boris Johnson ou o(s) sucessor(es), deve protocolarmente ser o primeiro a saber da triste notícia — este sábado multiplica-se em declarações a prometer resolver a "perturbadora quebra securitária" e trazer à justiça "os responsáveis por esta traição".
— -
Fontes: BBC/Daily Mail. Relacionado: Reino Unido enlutado: Príncipe Filipe, marido da Rainha faleceu, 09.abr.021. Foto (oficial): A rainha tem 95 anos, a mãe morreu com 105 anos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project