INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Etiópia: 5,5 milhões em perigo, fome atinge 300 mil incluindo 30 mil crianças em Tigray 14 Junho 2021

O conflito na região de Tigray está a provocar a maior catástrofe dos últimos anos na Etiópia. "O número de pessoas que estão a passar fome na Etiópia é o maior desde 2011", disse esta quinta-feira o perito das Nações Unidas Mark Lowcock.

Etiópia: 5,5 milhões em perigo, fome atinge 300 mil incluindo 30 mil crianças em Tigray

"São trezentos e cinquenta mil que estão a passar fome e podem morrer, só em Tigray. Mais do que os 250 mil que morreram de fome na Somália em 2011", comparou Lowcock.

Entre as vítimas estão crianças, segundo o UNICEF-Fundo das Nações Unidas para a Infância. "Sem acesso humanitário para aumentarmos a nossa assistência, cerca de 30.000 crianças gravemente subnutridas em áreas extremamente inacessíveis correm grande risco de morrer", afirmou James Elder, porta-voz da entidade sediada em Genebra.

Ambas as intervenções foram enquadradas na apresentação do relatório IPC-’Classificação da Segurança Alimentar Integrada’, durante a Cimeira do G7 que desde quinta-feira decorre no Reino Unido.

Entretanto, o governo etíope negou acatar as conclusões do relatório IPC. A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Dina Mufti, refutou os resultados e afirmou que o governo está a distribuir alimentos e ajudas aos agricultores de Tigray.


7 meses de guerra

O chefe do governo ordenou a operação bélica na região rebelde de Tigray, motivada pela declaração secessionista da Casa da Federação Etíope, que arrancou em 7 de novembro.

O conflito estalou cerca de dois meses após o governo regional na província nortenha de Tigray ter levado avante a consulta popular, em 9 de setembro, contra a recomendação do governo federal. O surto pandémico em curso foi a justificativa para adiar até setembro de 2021 as eleições gerais — legislativas e eleição presidencial — previstas há dois anos para terem lugar em agosto deste ano.

A decisão do governo federal etíope — apoiado pelo partido EPRDF-Frente Democrática Revolucionária do Povo da Etiópia e contestado pelos partidos da oposição pela alegada má gestão da pandemia de Covid-19 (atualmente com 1.755 óbitos e mais de 113 mil infeções) — foi enviar tropas das províncias "etíopes" e da Amhara.

Fontes: Le Monde/Reuters/... Relacionado: Etiópia: PM Nobel da Paz manda tropas fazer guerra em Tigray, 08.dez.020. Fotos: A guerra está a provocar a fuga das populações.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project