INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Holanda: Vítima de violação morre por recusar alimentar-se — após ser-lhe recusada eutanásia antes de 21 anos 16 Junho 2019

Noa Pothoven morreu no domingo, aos dezassete anos, ao fim de anos de depressão devida a violências de âmbito sexual que lhe ’tornaram a vida insuportável’. Escolheu várias vezes a morte, mas os próximos entenderam que havia esperança até que ela os convenceu, na última semana, a não a obrigarem a alimentar-se. Acabou por sucumbir à sede e fome, porque, escreveu nas redes sociais onde se manteve ativa até à noite anterior à morte, o Estado indeferiu o seu pedido de eutanásia (morte assistida).

Holanda: Vítima de violação morre por recusar alimentar-se — após ser-lhe recusada eutanásia antes de 21 anos

Ela só pediu que os pais e o sistema de Saúde respeitassem a sua vontade de não viver mais e não a obrigassem a receber bebida, comida ou tratamento médico, reportam os media holandeses.

Em 2018, aos dezasseis anos na autobiografia Ganha ou Aprende (foto), Noa descrevia a sua luta de anos com pensamentos suicidas depois de ter sido alvo de abusos sexuais aos onze anos e violada aos catorze por dois desconhecidos.

Os tratamentos psiquiátricos não conseguiram ajudá-la e depois de várias tentativas de suicídio, Noa dirigiu-se, às escondidas dos pais, a uma clínica de assistência à eutanásia, na capital política, Haia.

Mas como ela descreveu nas redes sociais, a sua viagem — mais de cem quilómetros entre Arnhem e Den Hague — foi em vão. É que o seu caso foi considerado como não se enquadrando na lei holandesa da eutanásia. Um dos motivos para a recusa foi, designadamente, a sua depressão e sobretudo a sua idade, abaixo dos vinte e um anos, a idade mínima requerida para essa decisão derradeira.

"Não aguento esperar até aos 21 anos", afirmou Noa.

’Media’ internacionais não entenderam

Órgãos de comunicação social como os britânicos The Independent, Daily Mail, entre outros, noticiaram que a eutanásia tinha sido realizada. Embora o reino da Holanda tenha legalizado a eutanásia em 2001, para ter acesso o paciente prospetivo tem de ter a idade legal mínima e preencher mais uma série de requisitos. Um deles é "um sofrimento insuportável sem nenhuma esperança de melhora".

Fontes: Gelderlander/DW.de/outros referidos. LS

Os artigos mais recentes

16 Jul. 2019
Publicidade
Nice Kriola

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project