ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: “Nova visão estratégica” do sector da Economia Marítima leva a mexidas no Ministério 13 Novembro 2018

O ministro José Gonçalves conferiu, hoje,13, posse, no Mindelo, à nova directora-geral dos Recursos Marinhos e à coordenadora da Unidade de Inspecção e Garantia de Qualidade, nomeações que se enquadram na “nova visão estratégica” do sector.

São Vicente: “Nova visão estratégica” do sector da Economia Marítima leva a mexidas no Ministério

Segundo a Inforpress, com a extinção da Direcção Nacional da Economia Marítima, Vera Gominho passa a dirigir o sector dos Recursos Marinhos, ao passo que Maísa Rocheteau é a nova coordenadora da Unidade de Inspecção e Garantia de Qualidade, tudo inserido numa estratégica “mais eficaz e eficiente” que se quer conferir do sector da Economia Marítima, enquanto “pilar fundamental” para o desenvolvimento do país.

Na ocasião, o ministro da Economia Marítima sustentou que essa “nova visão estratégica” não teria sentido se não se adaptasse um “novo figurino institucional sectorial”, onde o Estado tem papel a desempenhar nas políticas e sua efectivação prática.

José Gonçalves lembrou que compete às duas áreas de “grande importância” para o sector, cujos responsáveis foram hoje empossados, apoiar o ministério, em coordenação com outras instituições, na elaboração de políticas e programas no domínio dos recursos marinhos e nos seus diversos aspectos, como em matéria de gestão, aproveitamento dos recursos marinhos vivos e garantia de qualidade e adopção de medidas que permitam a sua exploração sustentável.

“Neste processo de transição do país para a Economia Azul, contamos com todos para contribuirmos com uma nova abordagem”, lançou o governante, para quem Cabo Verde “nunca esteve tão voltado para o mar como agora” e que é preciso “olhar mais para esse mar que nos rodeia”, mais não seja, sustentou, quando “mais de 99 por cento (%) do território cabo-verdiano é mar, em termos económicos”, acrescenta a mesma fonte.

Por fim, José Gonçalves deixou palavras de “apreço e agradecimento” ao anterior director Nacional de Economia Marítima, Carlos Évora Rocha, pela “grande contribuição e desempenho abnegado” que deu ao sector e que, anunciou, passará a desempenhar funções de assessor especial para o gabinete do ministro da Economia Marítima.

Tanto Vera Gominho como Maísa Rocheteau agradeceram a confiança nelas depositada e prometeram, “com empenho”, levar “a bom porto”, a novas funções, conclui a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project